quarta-feira, 3 de abril de 2013

Professores repudiam proposta do prefeito
Prefeito propõe pagar percentual, que deveria ter sido pago em fevereiro, em 8 parcelas

Professores dizem "Não!" à proposta do prefeito
Em assembléia realizada na manhã desta quarta 3 de abril, os professores da rede pública municipal de Macau repudiaram a proposta do prefeito Kerginaldo Pinto. Segundo Antônio Araújo Neto, o sentimento foi de revolta. Uma professora classificou a proposta como indecorosa.

Segundo documento oficial apresentado pelos representantes da categoria, o prefeito propôs a incorporação da regência, mas não apresentou nenhuma mudança no salário do professor de Macau. Além de não apresentar nenhuma valorização, a proposta do prefeito contradiz todas as promessas feitas aos professores na abertura da semana pedagógica. Na ocasião, o prefeito falou que os professores, no seu governo, não teriam perdas salariais, e que ele ia cumprir a lei do piso salarial nacional.

O percentual de 7,97% determinado pelo MEC, e que deveria ter sido pago em fevereiro, retroagindo ao mês de janeiro, ainda não foi pago. Quatro meses sem os professores receberem o percentual a que tem direito.

Segundo o coordenador municipal Manoel Nazareno da Silva, que recebeu a proposta das mãos do prefeito na audiência realizada ontem, a proposta não apresentou ganho real para os professores. "A categoria sentiu-se constrangida ao ler a proposta e descobrir que o prefeito quer dividir o percentual de 7,97% em oito parcelas".


3 comentários:

  1. Nazareno e demais colegas do Sinte, estamos firmes para a luta!
    Vando

    ResponderExcluir
  2. Professora Meyre Jane3 de abril de 2013 16:35

    caros amigos,o prefeito da cidade de macau acha que os professores são burros em aceitar essa proposta absurda. Pois ai esta nossa resposta prefeito; mostrando que não somos burros nem pau mandado seu para acatar suas decisões. E vamos pra luta novamente se preciso for.

    ResponderExcluir
  3. Ô coisa linda,são os professores juntos,pena que uma grande parte dos colegas,ainda não seja consciente e politizado,poderia haver um número bem maior que este.Mas VIVA,pelos que participam!

    ResponderExcluir