sexta-feira, 30 de setembro de 2011

CIDADANIA E LINGUÍSTICA

Marcos Bagno


Foto de Marcos Pizano
Marcos Bagno nasceu em Cataguases (MG),mas sempre viveu fora de seu estado de origem. Depois de ter vivido em Salvador,no Rio de Janeiro,em Brasília e no Recife,transferiu-se em 1994 para a capital de São Paulo,onde viveu até 2002,quando se tornou professor do Instituto de Letras da Universidade de Brasília (UnB), tendo atuado no Departamento de Linguística,Português e Línguas Clássicas até 2009,ano em que se transferiu para o Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução.

Como escritor,Bagno iniciou sua carreira em 1988 ao receber o IV Prêmio Bienal Nestlé de Literatura pelo livro de contos A Invenção das Horas,publicado pela Editora Scipione. Vieram em seguida outros livros,a maioria deles dedicados ao público infanto-juvenil. Sua produção literária soma no momento quase 30 títulos. Outros prêmios importantes:“João de Barro”(literatura infantil,1988),“Cidade do Recife”(poesia,1988),“Cidade de Belo Horizonte”(contos,1988),“Estado do Paraná”(contos,1989) e “Carlos Drummond de Andrade”(poesia,1989). Alguns de seus livros receberam da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil a classificação de “Altamente Recomendável”. Desde 1997,tem se dedicado à produção de obras voltadas para a educação,como Pesquisa na escola:o que é,como se faz (Ed. Loyola),Machado de Assis para principiantes (Ed. Ática),O processo de independência do Brasil (Ed. Ática). Suas obras no campo da linguística se concentram principalmente nas questões relativas à crítica do ensino da língua portuguesa nos moldes tradicionais,baseados exclusivamente nas noções pouco consistentes da gramática normativa e impregnados de preconceitos sociais. Seu primeiro trabalho nessa linha foi A língua de Eulália (novela sociolinguística),publicado pela Ed. Contexto em 1997 e desde então constantemente reeditado.

Paralelamente,Bagno vem trabalhando como tradutor para algumas das principais editoras do país,e já traduziu mais de 50 livros do inglês,do francês,do espanhol e do italiano. Como intérprete simultâneo de conferências,soma mais de 1.000 horas de cabine em eventos nacionais e internacionais.

No campo da investigação científica e acadêmica,Bagno sempre se interessou pelo que diz respeito à linguagem humana em todas as suas manifestações. Se graduou em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE),onde também obteve o título de Mestre em Linguística com uma investigação sociolinguística sobre o tratamento da variação nos livros didáticos de português. Obteve o título de Doutor em Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo (USP) com uma tese sobre as discrepâncias entre a língua realmente utilizada pelos brasileiros e a norma-padrão conservadora,veiculada pelas gramáticas tradicionais,pelos livros didáticos e pela mídia,que se baseiam em doutrinas ultrapassadas e não refletem a realidade da língua viva. A tese,orientada pelo Prof. Ataliba de Castilho e co-orientada pela Profa. Marta Scherre,foi publicada em agosto de 2000 pela Ed. Loyola com o título Dramática da língua portuguesa (atualmente em 3a. edição).

A militância de Bagno contra toda forma de exclusão social pela linguagem se tornou mais conhecida depois da publicação do livro Preconceito linguístico:o que é,como se faz (Ed. Loyola) que,desde seu lançamento,em 1999,vem sendo reeditado de modo ininterrupto e constante,com uma edição nova a cada mês. Já perto de atingir sua 50ª edição,o livro é amplamente utilizado nos cursos de Letras e Pedagogia de todo o Brasil.

Graças a esta militância em favor do reconhecimento da riqueza e do valor das múltiplas variedades linguísticas que compõem o universo da língua portuguesa do Brasil,Bagno vem sendo convidado a ministrar cursos,palestras e conferências nas mais diversas regiões do país. Em 2004,foi coordenador-adjunto da avaliação dos livros didáticos de português para o ensino médio (PNLEM),processo executado pelo Ministério da Educação. No mesmo ano,a convite do Ministério das Relações Exteriores,esteve na Argentina,no Paraguai e no Uruguai para discutir questões relativas ao ensino do português brasileiro para estrangeiros. Atuou em mais dois processos de avaliação de material didático para o Ministério da Educação:o PNLD-Dicionários (2005) e o PNLD-2008 (5ª a 8ª séries). A convite da Universidade de Santiago de Compostela (Espanha),ministrou curso sobre a realidade sociolinguística brasileira no verão europeu de 2005.

Em 2001,publicou o livro Português ou brasileiro? Um convite à pesquisa (Parábola Editorial),que propõe uma metodologia para a introdução da prática da pesquisa em sala de aula como ferramenta pedagógica para substituir a prática tradicional das “aulas de gramática”. Organizou os volumes Norma linguística (2001) e Linguística da norma (2002) (ambos pelas Ed. Loyola) e Língua materna:letramento,variação &ensino (Parábola,2002). Traduziu História concisa da linguística de Barbara Weedwood (Parábola,2002) e Para entender a linguística de Robert Martin (Parábola,2003). Retomando seu trabalho de ficcionista,Bagno escreveu O espelho dos nomes (Ática,2002),uma aventura pelo reino fascinante da linguagem,dedicada ao público infantil e juvenil. Em 2005,publicou mais três livros dedicados ao público infanto-juvenil:Murucututu:a coruja grande da noite (Ática),Uma vida de conto de fadas:a história de Hans Christian Andersen (Ática) e A Lenda do Muri-Keko (Ed. SM).

Em 2003 publicou o livro A norma oculta:língua &poder na sociedade brasileira (Parábola Editorial),em que retoma a discussão sobre o preconceito linguístico a partir da reação da imprensa brasileira à eleição de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da República. Discute os problemas que envolvem a expressão “norma culta”e propõe novos termos e conceitos para uma análise mais precisa da realidade sociolinguística do Brasil. Examina as relações entre língua e poder na sociedade brasileira,numa perspectiva histórica,desde o período colonial até os dias de hoje.

No início de 2007 a Parábola Editorial lançou Nada na língua é por acaso:por uma pedagogia da variação linguística. Neste novo livro,Bagno analisa os problemas existentes nas abordagens que livros didáticos e materiais de formação docente vêm dando à variação linguística,problemas decorrentes da falta de bons fundamentos teóricos para o tratamento do tema. O livro traz os principais conceitos da sociolinguística,propõe um roteiro para a análise crítica dos materiais didáticos,oferece atividades práticas para o tratamento da variação e da mudança em sala de aula e, por fim,leva o leitor a refletir sobre os conceitos abordados por meio de exercícios.

Fonte: www.marcosbagno.com.br (Acesso em 30/09/2001, 23h00)

FORMAÇÃO DO PROFESSOR

 Haddad anuncia que serão gratuitos os mestrados e doutorados em educação
 
 
Cursos de pós-graduação, mestrados e doutorados em educação, mesmo em instituições privadas, serão gratuitos. O anúncio foi feito pelo ministro Fernando Haddad, na tarde desta sexta-feira, 30, durante o 7º. Congresso Inclusão: Desafio Contemporâneo para a Educação Infantil, promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Unidades de Educação Infantil da Rede Direta e Autárquica do Município de São Paulo (Sedin).

Haddad explicou que deve assinar nos próximos dias uma portaria que dará a esses cursos o mesmo mecanismo do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). Os professores que decidirem fazer o curso e trabalharem nas redes públicas terão a dívida saldada automaticamente.

Fonte: www.cne.gov.br

CNTE repudia violência contra professores cearenses


MOÇÃO DE REPÚDIO AO GOVERNO DO CEARÁ

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entidade representativa de mais de 2,5 milhões de profissionais da educação básica pública no Brasil, à qual o Sindicato APEOC é afiliado, vem a público repudiar com veemência as ações truculentas praticadas pela Polícia Militar, por meio do batalhão de choque sob o comando do governador Cid Gomes, ocorridas nesta manhã, nas dependências da Assembleia Legislativa do Ceará, que causou ferimentos em alguns professores e a prisão de outros, em greve há 56 dias.

A CNTE repudia ainda a atitude do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Roberto Cláudio, por ter permitido a ação violenta do batalhão de choque da PM, dentro da Casa, contra os educadores.

Senhor governador, tal fato remete às práticas utilizadas pelo Regime Militar contra o movimento sindical. Hoje, ações como essa, em um Estado Democrático e de Direito, são inaceitáveis. O governo cearense deveria respeitar a população e usar o diálogo com a sociedade civil e os movimentos sociais em suas políticas públicas.

É necessário ressaltar, senhor Cid Gomes, que a Constituição prevê o direito à liberdade de expressão, para fins pacíficos, em locais abertos ao público. Portanto, atitude do senhor, além de ignorar a legislação brasileira, ainda viola os direitos previstos nas Convenções 87 e 98 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que se referem ao direito de liberdade sindical e de livre organização.

Prender educadores que realizam manifestação em defesa da Lei 11.738/2008 (Lei do Piso Salarial Nacional do Magistério), aprovada por unanimidade no Congresso Nacional e julgada plenamente constitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em prol de uma educação pública de qualidade não é papel de governo democrático e comprometido como bem comum da sociedade.

A direção da CNTE vai denunciar o fato aos organismos internacionais, como a Internacional da Educação e a Organização Internacional do Trabalho – OIT e também permanecerá atenta a qualquer atitude de violência aos direitos dos educadores do Ceará.

Brasília (DF), 29 de setembro de 2011
Roberto Franklin de Leão
CNTE - Presidente

Vergonha cearense na educação

El Cid violenta a Educação no Ceará





Os professores das redes públicas municipal e estadual de Macau-RN, vítimas também do profundo descaso dos agentes públicos que ora administram este país, envergonhados pela atitude antidemocrática, e reacionária do governador Cid Gomes (PSB) e sua violenta polícia que, cumprindo as ordens truculentas do governador,  agrediu e prendeu professores que manifestavam-se na Assembleia Legislativa cearense, solidarizam-se com os companheiros e companheiras cearenses que lutam pelo cumprimento da lei, aspecto legal de valorização e de reconhecimento da categoria que um dia já foi reconhecida como "mestres".

EDUCAÇÃO RN

TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO RIO GRANDE DO NORTE ESTÃO, AGORA, REUNIDOS  EM ASSEMBLEIA, NA ESCOLA WINSTON CHURCHIL, EM NATAL. OS FUNCIONÁRIOS REPUDIAM A ATITUDE VERGONHOSA DA GOVERNADORA rosalba ciarlini QUE, DEPOIS DE SE COMPROMETER COM OS FUNCIONÁRIOS DA EDUCAÇÃO EM CUMPRIR A LEI DO PLANO DE CARREIRA DOS FUNCIONÁRIOS, NEGA ACINTOSAMENTE QUE TENHA FEITO ACORDO COM A CATEGORIA, COM DESCULPAS ESFARRAPADAS, PRÓPRIAS DE AGENTES PÚBLICOS RETRÓGRADOS, NUMA AFRONTA A TODA A POPULAÇÃO DO RN.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

PCCR FUNCIONÁRIOS

Funcionários da educação fazem assembleia e decidem pela paralisação

Por: Elizângela Moura / Correio da Tarde. Publicado em 26 de setembro

A direção do Sindicato dos Trabalhadores em educação do Estado (SINTE/RN), realizou assembleia na manhã de hoje com todos os funcionários da educação, como Auxiliares de Serviços Gerais (ASG), Técnicos de nível médio e superior (TED e TNS).

A mobilização por parte das categorias que foram atingidas pelas afirmações do Governo - de não pagamento dos Planos de Carreira a partir deste mês - seguirá até o dia 4 de outubro. Em assembleia, esse pensamento foi consolidado em Mossoró. "Nossa assembleia foi bastante participativa e os funcionários deliberaram por um indicativo de greve para o dia 04 de outubro, confirmando o pensamento das demais categorias", disse Rômulo Arnauld, coordenador geral do Sinte em Mossoró.

De acordo com ele, ainda na assembleia foram tiradas outras deliberações, como uma nova assembleia para o dia 05 de outubro, movimentação em Mossoró durante a instalação do Governo na cidade, e ainda buscar audiência junto ao Governo durante esse período em que estará em Mossoró. "Nós vamos aproveitar que o Governo será instalado em Mossoró por 3 dias para tentarmos uma audiência com a governadora Rosalba Ciarlini, porque ainda existe tempo para evitar essa nova onda de greves no estado, para isso, basta o Governo querer", disse.

A coordenadora geral do sindicato da categoria, Fátima Cardoso, participou da assembleia em Mossoró, onde afirmou que "os trabalhadores estão no mesmo ritmo e vêm reafirmando a disposição de enfrentar este momento de luta e se preparam para a greve, caso seja necessário.Hoje, Mossoró aprovou o indicativo de greve para 04 de outubro, que será o primeiro dia útil do mês", destaca.

Segundo Fátima Cardoso, a luta dos funcionários é justa, porque o Governo está se negando a cumprir com o acordo, alegando falta de recursos, quando, de acordo com a sindicalista, está nadando em dinheiro. "Tem muito dinheiro sim, só de Imposto sobre circulação de mercadorias, o ICMS, foi mais de 12 por cento de aumento, sem contar com os royalties e demais impostos, e ainda assim o Governo diz que não tem condições de responder e isso para nós significa que ele(Governo) rasgou o acordo que foi assinado com a categoria, e nós não vamos aceitar que os trabalhadores sejam tratados com desprezo , e a ração será a greve", disse.

Ela diz ainda que os funcionários da educação estarão aliados a outras categorias, unindo forças em prol de um único objetivo. Para a coordenadora geral do Sinte, Fátima Cardoso, "a estratégia do governo é dividir os trabalhadores e depois puni-los em sua totalidade com medidas arbitrárias. Essa luta é de todos. Ela é nossa!", completa.

Em Natal, a assembleia com os funcionários da educação está marcada para o dia 29 deste mês, com indicativo de greve. "Será muito importante o apoio de todos. Vamos mobilizar as escolas, Direds e a SEEC, para não deixarmos que o acordo assinado seja rasgado.", afirmou.

Além dos funcionários da educação, outras categorias já estão com indicativo de greve, sendo elas, IDEMA, Fundação José Augusto, Servidores da Tributação e EMATER.

PCCR

Projeto de lei que altera remuneração do magistério é enviado à Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa recebeu o projeto de Lei sobre o pagamento dos 34% referentes ao piso salarial dos professores da rede estadual. O documento foi encaminhado pelo Governo do Estado nessa terça-feira (27) para ser apreciado pelos deputados. Para que o Estado cumpra o acordo feito com a categoria em julho, o projeto deverá ser aprovado e implantado a partir deste mês de setembro, com finalização em dezembro.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Buscando os Direitos

Professores da rede pública municipal de Macau em mais uma Caminhada de Esclarecimento


Os professores do município de Macau, demonstrando seriedade e compromisso por uma educação de qualidade nas escolas municipais, saíram numa Caminhada de Esclarecimento para mostrar a real situação da educação na cidade.

A Caminhada de Esclarecimento teve início com a concentração, por volta das 14 horas, no Estádio Municipal Walter Bichão. Em seguida, professores e professoras percorreram as principais ruas do antigo bairro do Maruim, hoje Bairro dos Navegantes, levando faixas com as reivindicações importantes para a educação municipal. O movimento pelas ruas do Valadão recebeu apoio dos moradores que se encontravam nas calçadas, incentivando a cada professor e professora, dando mais ânimo para que a luta por melhores condições de trabalho não pare.

A caminhada passou pela Praça da Conceição, ocasião em que encontrou os professores do IF-Macau que estão em greve, e encerrou-se na sede do sindicato da categoria.


















terça-feira, 27 de setembro de 2011

LEITURA E ESCRITA

Natal, a capital nacional da leitura e da escrita
A 5ª edição do Seminário Potiguar PRAZER EM LER encerrou-se nesta terça 27 como um marco nacional nas discussões sobre a leitura e a escrita como um dos elementos essenciais para o exercício da cidadania.
Com a participação de mais de 600 profissionais da educação da capital e do interior do Rio Grande do Norte, assim como de estados vizinhos, o evento, que aconteceu no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves/CEMURE, movimentou a capital potiguar, evidenciando a importância da leitura e da escrita nas salas de aulas das nossas escolas.
As palestras e mesas redondas contaram com a participação de Adriano Lopes Gomes (Natal-RN), Affonso Romano de Sant’Anna (Rio de Janeiro-RJ, Simone Bueno (Florianópolis-SC), Edson Gabriel Garcia (São Paulo-SP), Ezequiel Theodoro da Silva (Campinas-SP), Ivoneide Bezerra de Araújo Santos (Natal-RN), Salizete Freire Soares (Natal-RN) e Silvia Castrillón (Bogotá, Colômbia). Na abertura, a professora Sírlia Sousa de Lima fez o lançamento do cordel “O Rio Grande do Norte de Leitores”.
O projeto idealizado pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação/IDE e pelo Instituto C&A, com parcerias locais, a cada edição firma definitivamente o nome da capital potiguar no calendário da educação e da cultura brasileira.


Cláudia Santa Rosa e Sírlia Lira, organizadoras

Momento literário com voluntários da C&A

Mesa temática com apresentação de projetos pedagógicos

Silvia Castrillón, bibliotecária colombiana

Affonso Romano de Sant'Anna

Edson Gabriel Garcia

Ezequiel Theodoro da Silva


Simone Bueno

domingo, 25 de setembro de 2011

LEITURA

Seminário Potiguar Prazer em Ler – 5ª edição
O Seminário Potiguar Prazer em Ler, 5ª edição,  transforma Natal na capital  nacional da leitura nos dias 26 e 27 de setembro, no Centro de Referência em  Aluízio Alves (CEMURE). Cerca de 600 educadores participarão de palestras e mesas redondas discutindo questões referentes à leitura e a escrita.
A palestra de abertura, cujo tema é “Acesso à cultura escrita, um direito!”, será proferida pela bibliotecária colombiana Silvia Castrillón. Em seguida, será a vez do escritor Affonso Romano de Santana com a palestra “Ler o mundo” que também é o título do seu último livro.
“O acesso à cultura escrita por meio da leitura literária”, será o tema da mesa redonda do primeiro dia do encontro, com as participações potiguares da professora Ivoneide Bezerra de Araújo Santos, professora e escritora Salizete Freire e do professor Adriano Lopes Gomes.
No segundo dia, pela manhã,  Edson Gabriel Garcia falará sobre “Ler e escrever:duas paixões de uma vida”. Simone Bueno Borges da Silva fará a palestra “A formação do leitor na escola”. No período da tarde, a mesa redonda “É assim que promovemos a leitura na escola”, com representantes de escolas públicas e privadas  do Rio Grande do Norte. O final da programação será com a palestra “Leitura: unindo os prazeres da literatura com a criticidade da cidadania”, ministrada pelo professor doutor  Ezequiel Theodoro da Silva, de Campinas/SP.
O encontro terá ainda o lançamento do folheto de cordel “Rio Grande do Norte de Leitores”, pela professora Sírlia Lima e momentos literários realizados por crianças, adolescentes, jovens e professores mediadores de leitura.
O Seminário é uma realização do IDE em parceria com o Instituto C&A e conta com o apoio da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do Rio Grande do Norte, Secretaria Municipal de Educação de Natal, Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Parnamirim e União dos Dirigentes Municipais de Educação do Rio Grande do Norte – UNDIME/RN.

Fonte:escolasleitoras.org.br. 24/09/2011. (Acesso: 22h35)

sábado, 24 de setembro de 2011

Macau - Piso Salarial dos Professores


ASSEMBLEIA GERAL DOS PROFESSORES 
MUNICIPAIS DE MACAU  


Educação inclusiva

Inclusão escolar de alunos com surdez

A abordagem sobre a inclusão de pessoas com deficiência – física, auditiva, visual, mental ou com transtornos globais – na escola comum está inscrita na Constituição de 1998, baseada na Declaração Universal dos Direitos Humanos (Paris 1948), e vem recentemente criando voz e forma em nossas escolas, na esteira das mudanças ocorridas principalmente nas últimas três décadas na Europa.

O Brasil, na última década, com uma legislação moderna sobre o tema, assentada na Lei 10.436, de 24 de abril de 2002, vem discutindo a questão sob a ótica do respeito ao ser humano em sua conformação como cidadão. Assim, a inclusão de pessoas com as mais variadas deficiências é um passo decisivo para a conquista de um dos aspectos da cidadania.

A surdez, dentro dessa perspectiva, é uma das deficiências, congênita ou adquirida, que vem sendo tratada com uma abordagem diferente que tem facilitado a inclusão das pessoas surdas. A partir do avanço das pesquisas do estudo da linguagem, três momentos didático-pedagógicos tornaram-se a base para este novo conceito de educação de pessoas surdas, dentro do programa de Atendimento Educacional Especializado (BRASIL – 2007).

A Língua Brasileira de Sinais/LIBRAS possui uma estrutura gramatical própria. Os sinais são formados por meio da combinação de formas e de movimentos das mãos e de pontos de referência no corpo e no espaço.

Aprendizagem de LIBRAS de crianças surdas em classe “comum”, aprendizagem de LIBRAS de crianças surdas na sala de Atendimento Educacional Especializado e ensino de língua portuguesa para alunos surdos são a base para a inclusão real da pessoa surda  a partir da escola na nossa sociedade.

Veja no vídeo a língua de sinais em situação concreta na sala de aula.

Educação básica

Encontro sobre escola integral tenta difundir novos conceitos
 
Cerca de 320 gestores estaduais e municipais de educação e pesquisadores de universidades participaram durante três dias, em Brasília, do encontro Currículo e educação integral na educação básica: desafios e possibilidades, promovido pelo Ministério da Educação.

Na avaliação da diretora de currículos e educação integral da Secretaria de Educação Básica (SEB) do MEC, Jaqueline Moll, o país está construindo outro paradigma para a educação básica, em que a escola dialoga com os movimentos que a ciência vem fazendo.

“A escola cartesiana que temos hoje, onde cada área do conhecimento está enclausurada em disciplinas e matérias, está perdendo espaço”, avalia Jaqueline. “A visão de currículo que estamos construindo aponta para um projeto de formação que dialoga com a vida dos estudantes, o que não significa abdicar da responsabilidade da escola com a formação nas áreas do conhecimento.”

A partir do encontro, encerrado nesta sexta-feira, 23, o desafio dos gestores e das universidades é levar o debate para cada município. O objetivo é que educadores, pais, escolas, a sociedade participem das discussões para ampliar e aprimorar os conceitos de currículo e educação integral. Jaqueline Moll lembra que a meta seis do Plano Nacional de Educação 2011-2020 (PNE) é ter 50% das escolas públicas com educação integral em 2020. O PNE está em análise no Congresso Nacional desde dezembro de 2010.

Ionice Lorenzoni

Fonte:www.portaldomec.gov.br (Acesso em 23/09/2011, 20h25) 

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Companheiro professor

NA TORCIDA

Professores e professoras, amigos e colegas, estamos todos na torcida pelo companheiro FRANCISCO NAZARENO LOPES. Professor de Matemática da Escola Estadual Duque de Caxias, em Macau, além de designer gráfico, nosso companheiro submeteu-se, semana passada, a um transplante de fígado em Fortaleza-CE. A cirurgia foi um sucesso, e o companheiro passa agora, no pós-operatório, pelos exames de rotina. Após a saída da UTI, passará cerca de seis meses em acompanhamento no hospital da capital cearense, até o seu pronto restabelecimento.

Estamos todos esperando, na torcida pela recuperação do nosso companheiro!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Macau – Escola Municipal Lions Club

A PREVENÇÃO É SEMPRE O MELHOR REMÉDIO
Professoras retiram parque infantil da escola Lions Club

 As professoras do turno matutino da EM Lions Club derrubaram o velho parque infantil da escola. Segundo as professoras, o parquinho estava oferecendo perigo às crianças devido ao seu estado de conservação.


Segundo a direção da escola, juntamente com as professoras, o risco de acidente já fora comunicado à secretaria de Educação desde o início do ano letivo. Devido a demora de uma resposta da secretaria de educação, e temendo a ocorrência de um acidente de maior gravidade - visto que uma das partes do parquinho, o escorrego, da falta de conservação, estava soltando farpas que poderiam causar ferimentos nas crianças.

 A atitude das professoras, ao eliminarem a possibilidade de um acidente, demonstra o zelo e o compromisso para com os alunos, e merecem o reconhecimento de todos os segmentos da escola e de toda a comunidade macauense.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

PISO SALARIAL 2012

Piso nacional do professor deve ter reajuste de 16,68% e passar para R$ 1.384 em 2012

 
A memória do cálculo de lei orçamentária para 2012, enviada ao Congresso Nacional pelo Ministério do Planejamento e divulgada nesta terça-feira (20) prevê um aumento de 16,68% no valor mínimo investido por aluno pelos governos municipais, estaduais e federal. A diferença entre um ano e outro neste valor é o cálculo utilizado pelo MEC (Ministério da Educação) para o piso nacional dos professores: por conta disso, o salário mínimo docente deve ir dos atuais R$ 1.187 para um valor em torno de R$ 1.384.

O total mínimo investido por aluno do ensino fundamental passará dos R$ 1.722,05 para R$ 2.009,45. A origem desse dinheiro é o Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica) e os Estados que não conseguem atingir esse mínimo recebem uma complementação da União.

Pela primeira vez, Minas Gerais e Paraná precisarão receber o dinheiro, geralmente destinado a Estados mais pobres. Piauí e Rio Grande do Norte vão conseguir pagar o valor. Os outros Estados que continuam na lista são Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba e Pernambuco. No total, a complementação chegará a R$ 9.603.858.15 em 2012. Os valores exatos devem ser definidos em breve pelo Ministério da Educação.

Salário


Desde então, professores vêm fazendo paralisações para garantir o direito e os Estados tentam se mobilizar para pagar o valor. O caso mais emblemático é o de Minas Gerais, onde os docentes estão parados há mais de cem dias. Eles pedem o pagamento do piso definido pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), calculado em R$ 1.597,87, mas anunciaram que aceitarão negociar o valor nacional mínimo.

Investimento por aluno

O valor investido por aluno já era considerado insuficiente para uma educação de qualidade em 2011. Cálculos do CAQi (Custo Aluno Qualidade Inicial), feitos com base no PIB (Produto Interno Bruto), mostram que o valor deveria ser de, no mínimo, R$ 2.194,56 -ainda acima do previsto para 2012.

Rafael Targino
UOL Notícias
Em São Paulo (Acesso em 20/09/2011, 22h40)

MACAU - 22 DE SETEMBRO

MACAU: PROFESSORES DO MUNICÍPIO
NA LUTA!


UFRN/EAD

 I Encontro de Estudantes da Educação a Distância da UFRN
 


Vem aí o I Encontro de Estudantes da Educação a Distância da UFRN, promovido pela Secretaria de Educação a Distância – SEDIS/UFRN.

O encontro tem como objetivo reunir estudantes de educação a distância da UFRN para reflexões sobre a EaD e será realizado em 3 regiões do Estado do Rio Grande do Norte, nas seguintes datas:

Dias 15 e 16 de outubro – Meso Região Oeste Potiguar e Polos Adjacentes
Polo Sede: Martins
Polos Participantes: Luiz Gomes, Marcelino Vieira e Mossoró

Inscreva-se aqui

Dias 05 e 06 de novembro  - Mesorregião do Central Potiguar e Polos Adjacentes
Polo Sede: Caicó
Polos Participantes: Nova Cruz e Currais Novos

Dias 03 e 04 de dezembro
- Mesorregião do Leste Potiguar e Polos adjacentes.
Polo Sede: Macau
Polos Participantes: Extremoz, Lajes, Parnamirim, Grossos e Natal


NÃO PERCAM!
Em breve mais informações através do site:
www.sedis.ufrn.br

Piso Salarial do Professor


Subcomissão Especial da Câmara visitará estados para cobrar aplicação do Piso do Magistério


A Comissão de Educação e Cultura aprovou nesta semana, por unanimidade, a criação de uma Subcomissão Especial para fazer um diagnóstico sobre a implementação, pelo Estados, do Piso Salarial Nacional do Magistério, previsto na lei n 11.738/08. As visitas começarão por Minas Gerais e Ceará, onde os professores, em greve, reivindicam o pagamento do Piso. O objetivo da subcomissão é visitar todos os estados da federação para que seja feito um diagnóstico da situação em todo o país.

"Os estados e municípios estão pagando o piso salarial? E, além disso, existe um plano de cargos e salários para os professores? Ele está sendo cumprido? A subcomissão vai fazer esse levantamento porque, afinal de contas, a lei foi aprovada por unanimidade pela Câmara dos Deputados e, portanto, é prerrogativa do Poder Legislativo zelar pelo cumprimento das leis aprovadas por nós", argumentou Fátima Bezerra.

Atualmente, o Piso Salarial Nacional é de R$ 1.187,00 e apesar de a lei 11.738/08 ter a constitucionalidade reafirmada pelo Supremo Tribunal Federal, muitos estados e municípios ainda descumprem o que determina a lei.

A subcomissão foi criada a partir de requerimento dos deputados Padre João (PT-MG) e Paulo Rubem Santiago (PDT/PE). O requerimento inicial era que a Comissão de Educação e Cultura fosse apenas a Minas Gerais para mediar a greve no estado. Mas, devido a existência de denúncias de que lei 11.738/08 está sendo descumprida por outros estados, o foco da subcomissão foi ampliado.

A fim de se evitar a deflagração de movimentos grevistas em outros Estados, a subcomissão irá procurar os secretários de educação das unidades da federação que estão descumprindo a lei 11.738/08 para saber por que o Piso não está sendo pago aos professores.

O deputado Gilmar Machado (PT-MG) participou da criação e tornou-se membro da subcomissão. Também integra o grupo o deputado Reginaldo Lopes (PT-MG). "Com a subcomissão teremos condições de aumentar nossa articulação política e contribuir no diálogo entre movimento, governo de Minas e o governo federal para que a Lei Piso Salarial seja cumprida", afirmou Gilmar.

Fonte: CUT/janeayresouto.com.br