sábado, 19 de maio de 2012

A luta continua...


Professores de Macau, com a participação do MP, firmam mais um acordo com o Município

Professores da rede municipal de Macau, através do SINTE-RN/Regional de Macau, e o prefeito Flávio Veras (PMDB), com a importante mediação do Dr. Márcio Cardoso Santos, promotor de Justiça, assinaram um acordo nesta sexta-feira 18, no gabinete da Promotoria de Justiça. 


Acordo
Os pontos firmados são os seguintes:

1. Município de Macau compromete-se a implantar o percentual de 22,22%, observando a proporcionalidade para 30 horas/aula, integralmente a partir do mês de maio de 2012.

2. Acordam, ainda, as partes que o município pagará o reajuste do piso salarial, no percentual de 22,22%, retroativo a janeiro de 2012 até o mês de abril, parcelado em 7 parcelas iguais a partir de maio de 2012 finalizando em dezembro de 2012, além do pagamento integral do piso.

3. Ajustaram, também, as partes que a mudança de nível de todos os professores do quadro efetivo será concluída paritária impreterivelmente até o dia 30 de julho de 2012.

Nazareno Félix, coordenador do Sinte-RN,
Dr. Márcio Cardoso, Promotor de Justiça
e o prefeito de Macau, Flávio Veras
O prefeito, reconhecendo publicamente as falhas da sua administração na área da Educação do município, uma vez mais se comprometeu, perante o Sinte-RN/Regional de Macau e o Ministério Público, a esforçar-se para tentar sanar os problemas ainda existentes na Educação do município. 

Sintomaticamente, o secretário da Educação não participou da audiência.

Apesar do acordo, a luta dos professores de Macau por melhores condições de trabalho e valorização não traz nenhuma indicação segura e verdadeira de que tenha chegado ao seu final.

Araújo Neto e os professores: a luta não para
Esta constatação não é, como os desavisados de plantão podem acreditar, despropositada. Antes de tudo, representa a descrença com que os professores e professoras de Macau, nos últimos sete anos, foram obrigados a conviver por causa da maneira com que a questão da política da Educação vem sendo tratada.

Nunca é demais lembrar que até agora nada foi cumprido. Por este último acordo firmado, no calor das circunstâncias político-eleitorais em que o município está mergulhado, é necessário lembrar que, da mesma forma, foi firmado entre as partes (professores e prefeito) um acordo de onze pontos em 2009 que restou totalmente descumprido pelo chefe do executivo municipal.

Até agora mais um papel foi assinado. Até agora nada foi cumprido...

O Piso é Lei! E a luta continua!





Um comentário:

  1. Helder Marques de Araújo20 de maio de 2012 03:43

    Parabéns a todos os professores da rede municipal de ensino. "Lei não se discute,cumpri-se." E que não se calem, quando o prefeito descumpir o acordo. Provalvemente ele irá cumprir até outubro, quando ocorrerá as eleição, mas acredito que a categoria estará de olho. E viva os professores de Macau, e que sirva de exemplo para outras categorias.

    ResponderExcluir